Heitor Gouvêa
menu

Java não vai te dar um emprego

July 5, 2018

Quando você é jovem e está buscando construir uma carreira no ramo de T.I a maioria do pessoal vai te dizer para: fazer a graduação X, aprender a programar na linguagem Y e tirar a certificação Z, pois para eles, será assim o caminho para que você tenha uma carreira de sucesso no ramo.

Mas me deixe te contar uma coisa: tudo isso não passa de uma mentira.

Aposto que já te falaram que o diploma te daria um emprego, mas era mentira, eles queriam a mensalidade. Também já te falaram que a certificação X te daria um emprego, mas era mentira, eles queriam você no curso preparatório. Falaram para você que existe um negócio chamado “empregabilidade”. Bem, pode até ser que exista, mas eu duvido que seja aquilo que eles dizem que é.

Enfim, Perl, Python, Java, PHP, Ruby ou até mesmo saber todos os 200 Frameworks que o JavaScript possui, não vai te dar um emprego. O que vai te dar emprego é você ser honesto, inteligente, confiável e interessado em aprender — aquilo que houver para se aprender.

Eu não sei a sua idade, mas por você estar aqui lendo este post, eu me arrisco a dizer que você é jovem, assim como eu, e talvez tenha saído da faculdade há menos de 3 anos, provavelmente algum curso ligado á área de informática.

Se eu tivesse um conselho, apenas um, para te dar, seria: use filtro solar — Desculpe, não resisti.

Como eu tenho mais de um, eu te digo: aprenda o máximo de coisas que você puder, enquanto você ainda é novo. Daqui alguns poucos anos você poderá pensar com mais clareza sobre o que é que você quer mesmo fazer e, onde que você acha que você vai se dar melhor.

Mas sempre leve contigo a pergunta: “Quanto tempo eu ainda tenho?!”


Heitor Gouvêa: com mais de 3 anos de experiência no campo da segurança da informação ofensiva, hoje atua de forma independente como Pesquisador de Segurança da Informação, além de ser o principal desenvolvedor do projeto Nipe, ferramenta responsável por garantir o anonimato a seus usuários, presente em várias distribuições Linux como: Black Arch, Weak Net e LionSec Linux.

Se tu acha que o escritor desse texto tem algum potencial, dá uma olhada nas outras coisas que eu crio. Tenho uma newsletter semanal sobre coisas possivelmente interessantes e até penso em criar um canal no youtube futuramente. Mas falando sério, assina a newsletter que é bem legal e esse é o jeito que a gente pode continuar trocando ideia.